Confira 8 dicas sobre como estudar redação para te ajudar nos estudos!

como estudar redação - um aluno segurando uma caneta nas mãos enquanto escreve em um caderno.

Saber como estudar redação é um dos fatores mais importantes para mandar bem em qualquer vestibular. Isso acontece porque, além de a maioria dos processos seletivos possuírem uma prova específica de redação, ela também compõe uma parte considerável da nota obtida no exame. 

Porém, quando falamos em estudar para uma prova, a maioria das pessoas já tem em mente as formas de estudar as diferentes matérias como português, matemática, física e assim por diante, fazendo isso através de exercícios, revisões, vídeo-aulas etc. Mas, quando o assunto é estudar redação, muitos alunos sentem dificuldade e não sabem por onde começar.

Por isso, neste artigo, separamos 8 dicas preciosas para te ajudar a entender como estudar redação e mandar bem em qualquer vestibular. Bora?

livros apoiados em cima de uma mesa na biblioteca.
Créditos da Imagem: bjjenzor@gmail.com/ depositphotos

1. Desenvolva o hábito da leitura

Acho que todo mundo já ouviu alguém comentar sobre como é importante reservar, todos os dias, um tempinho para a leitura. De fato, essas pessoas não estão erradas! A leitura é fundamental para o desenvolvimento humano.

Quando possuímos o costume de ler frequentemente, aumentamos nossa capacidade de compreensão, síntese, ampliamos nosso conhecimento cultural e intelectual e também desenvolvemos o nosso pensamento crítico. Todos esses benefícios auxiliam na escrita de uma redação. 

Além disso, outro benefício obtido através da leitura é o aumento do vocabulário. Através da leitura de diferentes livros, revistas, artigos ou qualquer outro gênero, o leitor entra em contato com diversas palavras e expressões próprias do assunto tratado. Com isso, o vocabulário é enriquecido e evita a repetição de palavras na hora de produzir o texto. 

Mas, como adquirir esse hábito e incluí-lo na rotina? Bom, antes de tudo, escolha um tema do seu interesse (artigos científicos, livros de romance, biografias etc). Após isso, estabeleça um horário do seu dia para ler e determine um tempo específico (por exemplo: 30 minutos de leitura diária). Determinado esses dois pontos, ficará muito mais fácil de iniciar e desenvolver esse hábito. 

2. Amplie seu repertório sociocultural 

Ter um repertório sociocultural é fundamental para entender as diversidades culturais e sociais. Visto isso, possuir um amplo repertório possibilita que o aluno possa discutir, discorrer e desenvolver um senso crítico sobre vários temas.

Isso é superimportante para compreender outras realidades além do contexto em que se está inserido. Essa habilidade, não só é indispensável para a formação acadêmica, mas também para a formação como cidadão. 

Na redação, mais do que saber escrever da maneira correta, seguindo normas gramaticais, é necessário expor opiniões sobre o tema solicitado. Por isso, se o aluno possui um repertório sociocultural, pode-se buscar informações, ideias, citações de estudiosos para construir seus argumentos ao longo do texto. 

Dessa forma, pesquisar sobre os principais acontecimentos locais e mundiais em sites de notícias e jornais, ler sobre variados assuntos, assistir filmes e documentários, auxiliam na construção de um repertório vasto. 

3. Se atente ao edital

Cada vestibular possui formas diferentes de cobrar e avaliar a prova de redação. Algumas instituições cobram a construção de duas redações outras apenas de uma. Alguns exames exigem todos os anos o mesmo gênero, como é o caso do Enem, com o gênero dissertativo-argumentativo, já outros variam os gênero anualmente.

Por esse motivo, é interessante ler o edital ou manual do candidato da instituição que você pretende fazer o vestibular. Nele está escrito todas as informações necessárias sobre como é a prova de redação, quais são seus critérios avaliativo e o que se espera do aluno. Com esses direcionamentos, torna-se mais fácil saber o que fazer, no que melhorar e como estudar para a sua prova.

4. Pratique através de provas antigas 

Provavelmente, no mesmo lugar onde está o edital ou manual do aluno, está também o acesso às provas anteriores realizadas pela universidade. Acessá-las e estudá-las é um diferencial, quer entender porquê? 

Quando o aluno está com os seus estudos direcionados a uma prova específica, saber todos os mínimos detalhes sobre ela lhe dará inúmeras vantagens. Logo, entrar em contato com redações cobradas nos anos anteriores faz o aluno se sentir mais “familiarizado” com o estilo da prova.

Além disso, essa familiarização promove mais segurança ao aluno, uma vez que já conhece os detalhes da prova e as competências que devem estar presentes na redação. 

5. Treine a sua escrita 

O estudo da redação também pode estar presente em diferentes partes do nosso dia. Isto é, toda vez que escrevemos um texto, uma carta, um email, uma mensagem no WhatsApp ou um bilhetinho para alguém, estamos praticando a escrita. 

Claro, escrever redações com a estrutura recorrente no vestibular que será prestado é fundamental e deve ser uma atividade presente em pelo menos dois dias da semana de qualquer estudante. Porém, essas outras formas de escrita citadas acima também merecem atenção.

O motivo disso é que, quando entramos em contato com outras formas de texto além das que estudamos para uma prova específica, conhecemos outros tipos de linguagem, maneiras diferentes de escrever e organizar as ideias dentro do texto e vocabulários adequados para cada situação

Com isso, além de ampliar o conhecimento da escrita, o aluno passa a ser mais flexível e consegue adaptar sua maneira de escrever, seja qual for o gênero solicitado. 

6. Fique atento às citações 

Uma redação se enriquece à medida que contém informações relevantes e argumentos bem formados. Isso é possível através do uso de citações ao longo do texto para embasar as ideias expostas. 

Logo, ter em mente pensamentos de grandes filósofos, cientistas, personagens históricos ou marcos sociais para serem citados no texto é uma “carta na manga” para mostrar ao corretor que você possui conhecimento e argumentos válidos sobre o tema. 

7. Estude gramática 

Escrever o texto de uma forma clara, coesa e com as ideias bem articuladas é indispensável. Por isso, o estudo da gramática é necessário para saber como escrever uma boa redação. 

Uma vez que o aluno entenda as regras gramaticais, como acentuação, concordância, tempos verbais etc, o texto se torna mais compreensível e adequado. 

Além disso, todos os processos seletivos que possuem prova de redação exigem a competência da escrita formal da língua portuguesa. Logo, percebe-se a importância desse estudo! 

8. Tenha uma rotina de estudos 

Por fim, ter uma rotina fixa de estudos ajuda muito a compreender como estudar redação da maneira mais eficiente. Isso porque, estabelecer horários fixos para praticar redação, ler sobre técnicas possíveis de serem aplicadas no texto, refazer provas antigas etc, aumentam a qualidade de estudo.

Além disso, um plano de estudos também auxilia na otimização do tempo. Logo, determine dias e horários específicos da semana, escolha um tema ou um material de estudo e inclua na sua rotina. Tenho certeza que isso lhe ajudará bastante! 

Gostou das dicas de como estudar redação? Agora, para dar continuidade aos seus estudos, que tal dar uma olhada no nosso próximo artigo do blog sobre os movimentos literários e suas características?!  

Compartilhar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp